Transcrição do áudio de Walleska Maranhão

Eu mesma presenciei a situação de uma amiga que passou por 16 escolas, ela ligava para escola e perguntava se tinha vaga, a escola dizia que sim, ela ia até a escola conhecia tudo, mas quando dizia que o filho tinha uma deficiência, a escola simplesmente dizia que tinha acontecido um equívoco e que a vaga já tinha sido preenchida. Eu presenciei todo esse sofrimento dela. Quando chegou na décima sétima escola, ela resolveu matricular o filho sem dizer que ele tinha uma deficiência. Foi o jeito que deu, porque ela já estava tentando matricular o filho desde junho, já estávamos em janeiro e ela ainda não tinha conseguido matricular o filho em uma escola. Isso não é uma caso isolado, eu conheço várias pessoas que passaram por situações semelhantes.

Seja também um apoiador!

Ao apoiar o Eficientes você estará engajando diretamente na disputa por mais vozes, respeito e participação social para as pessoas com deficiência. Contribuindo que nós continuemos funcionando na produção de conteúdo, financiar os deslocamentos das coberturas, a adquirir novos equipamentos, colocar mais recursos de acessibilidade e conseguir remunerar nosso colaboradores. O nosso trabalho é independente e gratuito.  

Venha fazer parte do EFICIENTE!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
); Skip to content