Papo Eficiente: Vamos mudar o mundo?

ACESSIBILIDADE NAS ELEIÇÕES (6)

Texto: Yuri Euzébio (Colaborador) | Imagem: Larissa Pontes

Iniciando a 3° edição do Papo Eficiente, recebemos representantes de quatro iniciativas que abordam a causa da pessoa com deficiência. Essa edição do projeto traz, em uma série de encontros ao vivo, algumas iniciativas que abordam a inclusão da pessoa com deficiente em um papo para esclarecer suas ações e história.

Essa primeira leva de encontros foi dividida em dois momentos: No primeiro, a mediadora Larissa Pontes reuniu o cineasta e estudante de Rádio e TV Emmanuel Castro, 34, militante pela diversidade e cofundador do Vale PCD (@pcdvale) com o jornalista Rafael Ferraz, 37, criador da página Jornalista Inclusivo no facebook, em 2017, e editor chefe do portal Jornalista Inclusivo.

Rafael explicou que o Jornalista Inclusivo surgiu da sua busca por informações sobre o tema quando ficou tetraplégico, em 2011, e de uma percepção da carência de espaço para esse assunto. “Era uma época em que as redes sociais estavam começando a crescer, mas as informações não eram tão fidedignas, então eu, com meu olhar jornalístico, entendia que toda a pesquisa que tinha feito ao longo dos anos necessitava de um compartilhamento, então no facebook eu criei a página onde compartilhava matérias de sites mais confiáveis”, explicou. Durante a pandemia, a página virou site, no ar há um ano.

Já o Vale PCD surgiu de uma observação de Emmanuel da ausência das pessoas com a deficiência em espaços de lazer. “A partir de 2016, eu saía muito pras baladas, festas, bares e não via muita gente com deficiência nesses espaços. Eu sentia muita falta, porque eu via gente de todo tipo, menos pessoas com deficiência, e o Vale PCD surge dessa ausência. Quando eu conheci Priscila, ela tem nanismo, nós saíamos muito e isso também incomodava ela”, disse. “Quando fomos saber o porquê disso, descobrimos que havia falta de informação sobre a acessibilidade dos locais, então foi aí que resolvemos criar o projeto”, completou.


Durante a conversa, tanto Rafael quanto Emmanuel mostraram incômodo com as abordagens da mídia tradicional às pautas da pessoa com deficiência. E relataram como os trabalhos deles impactaram na vida das pessoas e as mudanças na sociedade ao longo dos anos.


No segundo momento da live, a mediadora recebeu Elizabete de Lima, 25, formada em Serviço Social pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), Pós-graduada em políticas sociais com ênfase na família pela Faculdade de Tecnologia do Vale do Ivaí (FATEC), representando o Nanismo Brasil, e Andressa Linhares, que se formou em Relações Públicas na Universidade Federal do Maranhão(UFMA) e Fundadora do Comunica PCD, que foi criado em 2020.


O Comunica PCD surgiu de uma pesquisa realizada por Andressa sobre a falta de comunicação na sua universidade entre as pessoas com deficiência e para as pessoas com deficiência. O projeto rompeu a bolha da universidade e, atualmente, é referência no meio digital. Já Elizabete explicou o contexto do surgimento do Nanismo Brasil e os desafios de representar a pessoa com nanismo. A conversa, na íntegra, está disponível na página do Instagram dos Eficientes e conta com tradução simultânea em Libras.

Confira o Papo Eficiente completo no nosso Instagram (@eficientes_) !

Apoie um Jornalismo Inclusivo! 
Ao apoiar o Eficientes você estará engajando diretamente na disputa por mais vozes, respeito e participação social para as pessoas com deficiência. Contribuindo que nós continuemos funcionando na produção de conteúdo, financiar os deslocamentos das coberturas, a adquirir novos equipamentos, colocar mais recursos de acessibilidade e conseguir remunerar nosso colaboradores. Você pode apoiar através do nosso financiamento coletivo na Benfeitoria ou através do pix [email protected] 

Seja também um apoiador!

Ao apoiar o Eficientes você estará engajando diretamente na disputa por mais vozes, respeito e participação social para as pessoas com deficiência. Contribuindo que nós continuemos funcionando na produção de conteúdo, financiar os deslocamentos das coberturas, a adquirir novos equipamentos, colocar mais recursos de acessibilidade e conseguir remunerar nosso colaboradores. O nosso trabalho é independente e gratuito.  

Venha fazer parte do EFICIENTE!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

); Skip to content